segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Começando hoje o blog sobre o meu mais profundo desejo, ser mãe.

Vou contar um pouquinho da minha história.

No mês de maio de 2011, comprei um pacote de procedimentos estéticos em um site de compra coletiva. Depois que eu já havia confirmado a compra, li que tais procedimentos não poderiam ser realizados por gestantes, e eu não estava evitando. Diante disso, fui fazer um beta e a moça do laborátorio me disse que ás 17:00 o resultado estaria na net, mas quando foi umas 16:00 ela me ligou e disse que meu resultado tinha dado inconclusivo e que eu precisaria voltar lá para repetir, como era sexta-feira eu só poderia repetir o exame na segunda e é claro que eu não resisti e fiz o teste de farmacia e ele mostrou um tímido positivo e me deu a maior alegria da minha vida. Segunda-feira fui lá, repeti o exame e deu positivo, marquei a consulta e a 1º ultra e fiz tudo direitinho. Na 1º ultra tava com 5 semanas e não deu pra ouvir o coraçãozinho do bebê, a medica disse que tava muito pequenininho e que era pra eu repetir dentro de 3 semanas. Na outra semana estava voltando pra casa e parei no ponto pra esperar o ônibus, assim que cheguei o ônibus chegou e entrei, aí começou uma briga de trânsito o motorista que era policial entrou no ônibus com uma arma na mão querendo matar o motorista, foi um horror. Cheguei em casa com dor na nuca e na cabeça, mas não senti cólica nem tive sangramento. Duas semanas depois minha ultra estava marcada e fui lá, quando começou o exame a médica falou que tava muito pequenininho e ainda não dava pra ouvir o coração, ai eu disse que eu tava com 8 semanas, e perguntei como não dava pra ouvir se a partir da 7º semana já dá, ela disse que tinha alguma coisa errada e que eu estava equivocada, pq o tamanho do embrião caracterizava 6 semanas e não oito como eu afirmava. Me perguntaram se eu tinha feito a ultra anterior no mesmo lcal e eu confirmei, aí eles olharam nos registros e acharam a outra ultra, confirmaram que eu estaria na 8º semana e constataram que meu bebê não tinha se desenvolvido.

Nesse momento um buraco se abriu debaixo dos meus pés, eles disseram que era pra conversar com minha médica que ela saberia o que fazer. No outro dia tinha consulta agendada e a médica muito insensível, me disse vc vai ter que fazer uma curetagem pq o meu bebê não tinha desenvolvido. Chorei horrores, mas depois meu coração se acalmou, Deus sabe de todas as coisas e do tempo de cada coisa também. No dia  seguinte 02/07 me internei e fiz a curetagem. Estava liberada para voltar a treinar em outubro, porém prolonguei o ac e parei em dezembro.

Amanhã termino.


Nenhum comentário:

Postar um comentário